Resumo debate “Fresh-the movie”, Ciclo de Cinema CES/Transição Coimbra

No passado dia 18 de Outubro, realizou-se mais uma sessão do ciclo de cinema “Viver melhor é preciso”. Aqui fica o resumo do debate que se seguiu à visualização do filme “Fresh – The Movie“.

“Com 24 pessoas presentes, foi a sessão mais participada do Ciclo de Cinema, com um debate bem dinâmico e orientado para a acção.
Surgiu a ideia de todos levarem um amigo ou conhecido para a última sessão do Ciclo deste ano, o filme Soja, no dia 22 de Novembro às 19h (atenção: mudou a data, era no dia 8).

Houve uma grande apreciação sobre o trabalho de legendagem feito de modo cooperativo por parte da Transição Coimbra, pois facilitou a compreensão dos conteúdos do filme. Dado este sucesso, convidamos os participantes a sugerir outro material audiovisual para legendar e/ou que ofereçam o vosso tempo e ajuda para isto acontecer (enviem um e-mail para transicaocoimbra@gmail.com).

Em vários momentos do debate tocámos o tema da importância de comprar localmente (evitando os supermercados) e, de preferência, de produção própria: em geral, os produtos são mais frescos e duram mais tempo. Assim, o desperdício é também menor. Com os contactos locais frequentes, fazer compras começa a ter um vertente social. É mais fácil saber quais as origens do que nós comemos. Apoiamos a economia local, o nosso dinheiro circula mais tempo na própria comunidade, fortalecendo-a.
É mais importante comprar localmente do que comprar produtos biológicos, pois quando temos em conta todos os aspectos do ciclo de vida dos nossos alimentos, a partir da semente até ao prato, outros factores importantes surgem: a resiliência local, gastos com transportes e embalagens, factores económicos e sociais.
Actividades propostas ligadas a este tema:
1. O participante Mário Jaleco sugeriu começar uma lista de sítios onde podemos comprar
produtos locais na zona de Coimbra. Ele vai sar connosco na forma mais prática de acumular informações. No próximo almoço partilhado (dia 31 de Outubro das 13h-14h30) escolheremos juntos como continuar.
2. O vizinho da Jutta Weiske em Verride, Montemor-o-Velho, é produtor de arroz num regime de produção integrada, e começou a vender localmente o seu arroz. A Jutta pediu-lhe se está interessado em tornar parte da sua produção biológica. Ele respondeu que, se receber ajuda extra de mão-de-obra e se tiver a certeza da venda da produção, poderá estar interessado.
Houve um número suficiente de pessoas com vontade de que isto aconteça; a Jutta vai
consultar o vizinho e partilhar uma eventual proposta.

Nas feiras locais, a maioria dos feirantes tem uma idade avançada. O que vai acontecer
quando este geração já não puder cultivar? Como podemos assegurar a nossa soberania
alimentar?
Sugestões feitas:
1. Ir à busca de terras abandonadas e começar a cultivar de forma partilhada, criar uma equipa de pessoas interessadas.
2. Assegurar a formação: encontrar pessoas mais velhas que têm muito para partilhar e que podem interessar a pessoas novas que queiram aprender.
A Magda Jordão tem interesse especial neste tema. A proposta é falar sobre este assunto para fazê-lo mais concreto no próximo almoço partilhado no dia 31 de Outubro das 13h-14h30.

Houve também várias sugestões para comer melhor:
1. Produtos biológicos e não processados têm em geral um valor nutricional muito mais alto do que o mesmo produto não biológico. Assim, precisamos de comer menos para ficar com o
mesmo resultado nutricional. Juntando a vantagem da maior longevidade dos produtos
comprados locais, até não se gasta muito mais dinheiro. É importante comparar mais do que só o preço dos produtos.
2. Plantas perenes e ervas bravas são mais ricos em nutrientes do que plantas anuais.
Podemos incluir mais alimentos destas fontes.
3. Para poupar tempo na preparação de boa comida e para aumentar o número de pratos diferentes no nosso repertório, faz sentido organizar refeições partilhadas e/ou grupos culinários em que cada pessoa prepara com uma certa frequência a refeição para o resto do grupo com carinho e originalidade, partilhando receitas.
A primeira oportunidade será um jantar partilhado em casa da Annelieke no dia 6 de Novembro a partir das 19h. Esta noite, vamos também ver uns documentários feitos pelo Felipe Milanez. Mandam e-mail para transicaocoimbra@gmail.com para mostrar interesse em participar.
4. Existe a possibilidade de alguns participantes interessados entrarem num grupo de
consumidores conscientes “Horta da Cidade” que faz encomendas colectivas de produtos
biológicos (frutas, legumes, arroz, sal, pão, compotas, entre outras). O
grupo precisa de nós para continuar a sua existência, venham todos à reunião no dia 30 de
Outubro pelas 18h na Casa da Esquina, ou mandem e-mail para hortanacidade@gmail.com para mostrar o vosso interesse e disponibilidade para o trabalho de distribuição nas Sextasfeiras!
5. A Jutta irá dar uma palestra sobre alimentação natural no dia 16 de Novembro, hora e local ainda a anunciar. No dia 15 de Dezembro haverá uma oficina de um dia da cozinha saudável vegetariana. Mandam e-mail para transicaocoimbra@gmail.com para mais informação e pré-inscrições.

Podemos aumentar a nossa soberania alimentar através de cultivo próprio e a guardar
sementes de variedades bem adaptadas ao nosso clima.
A Transição Coimbra organiza actividades de cultivo de alimentos, a actividade mais próxima será um curso de produção de cogumelos no fim-de-semana 3 e 4 de Novembro, que será divulgado em breve.

Também existe um grupo de voluntários para trabalhar na horta e desenvolver novos
elementos de sustentabilidade no Espaço do Botânico. Mande e-mail para transicaocoimbra@gmail.com se tiver interesse em receber e-mails das nossas actividades ou torne-se nosso amigo no Facebook.

A associação Colher para Semear organiza um evento “Ao Encontro da Semente” em Arouca no fim-de-semana  de 9,10 e 11 de Novembro.
Quem tiver interesse em participar: vamos organizar transportes partilhados a partir de Coimbra na Sexta-feira, dia 9 e no Domingo, dia 11 (ir e vir no próprio dia).
Mandem mensagem para transicaocoimbra@gmail.com com preferência dos dias e horas (ida e volta) e se precisam de
transporte ou oferecem lugares (incluir número).
Em Março de 2013, vai haver uma oportunidade de conhecer ervas bravas comestíveis e saber como preparar pratos deliciosos delas na casa da Jutta, a Casa das Ervas Silvestres.
Faz muito sentido fazer (vermi)compostagem em casa, podemos organizar eventos de partilha de experiências se houver interesse. Mandam e-mail para transicaocoimbra@gmail.com se têm interesse e/ou têm uma solução prática para partilhar.

O Felipe Milanez comentou que parte dos problemas ligados à nossa alimentação não foram
mostrados no filme, em especial o lado mais negro e violento. Ele tem conhecimento especial nesta área por causa dos documentários que fez.
Podem ver na internet aqui, aqui e aqui, ou aparecer no dia 6 de Novembro, em casa da Annelieke, como explicado acima.

A Stefania Barca comentou que, mais uma vez, sim, podemos fazer muito ao nível individual, mas há assuntos que precisam de visões e de modelos de governação mais abrangentes.
O grupo de ecologia política do CES organiza workshops e grupos de leitura abertos a pessoas interessadas, ver http://www.ces.uc.pt/eventos/. Estes actividades têm um nível académico. O próximo evento é já hoje, dia 26 de Outubro.
Para receber os textos académicos do grupo de leitura e receber informações sobre as actividades: mandam mensagem para ecologiaesociedade@web.ces.uc.pt. (mailing list da Oficina Ecologia e Sociedade).

Surgiu a pergunta: quem vai ajudar a organizar o ciclo de cinema de 2013?
Mandem e-mail para transicaocoimbra@gmail.com com Cc para sbarca@ces.uc.pt se querem participar!”

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s